18.4.15

Crônica: A Morte do Cisne



Meu maior medo era desse dia.
Enquanto calçava as sapatilhas, me perdi em pensamentos, ignorei o que acontecia no mundo lá fora.
Enquanto eu calçava as sapatilhas, em algum lugar da cidade, o pai dele dava um nó  em sua gravata.
Enquanto eu calçava as sapatilhas, sua mãe dava um beijo em sua testa.
Enquanto eu colocava a música, ela dava os últimos retoques em seu penteado.
Enquanto todas ensaiavam concentradas na coreografia, eu estava pensando no outro lado da cidade. Enquanto a professora comandava, eu pensava em seu rosto.
"E um.." eu via pela ultima vez seus olhos.
"Dois!" podia ver as flores que ornamentavam o altar.
"Três e dois!" uma musica diferente ecoava em minha cabeça.
"E dois e dois e três" eu podia imaginar todos os detalhes de seu vestido.
"Três e três" enquanto eu errava um passo, ele caminhava em direção a ela.
"E dois e dois e três e quatro!" ele dizia Sim.
Enquanto eu tirava as sapatilhas, ele saia da igreja casado.

Enquanto eu tirava as sapatilhas, eu morria pouco a pouco.




2 comentários:

  1. Eu estou STALKEANDO o seu blog. Sério mesmo! AMEI !!! Vou entrar todos os dias cr ! que INCRÍVEEEEEEEEEEEEEEL !!!
    QUERO PARCERIA *Q*
    http://coisasdaelfa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnnn obrigada! Vamos fazer parceria sim!

      Excluir

Hey! Obrigado por comentar. Aqui estão as regras:
1. Respeite os outros comentarios
2. Deixe seu blog nos comentarios, quero ver seus posts
3. Estamos abertos a parcerias
4. Sugestões são sempre bem vindas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Traficando Brigadeiros - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Aline Silva Lessa.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo