16.4.15

Compartilhando Experiências #1: Os Lados bons (e ruins) de mim mesma



O problema de se ter várias partes, e que a gente entra em conflito interno na maioria das situações. Como se já não bastassem os problemas externos, seu interior te deixa louca quando algo da errado, principalmente no setor dos sentimentos. Eu tenho varias subdivisões. Talvez você se identifique, principalmente se já achou que tudo estava dando certo com o cara dos seus sonhos, mas de repente caiu de cara no chão. E como dói!
Acho que todas as pessoas tem o lado da razão e o da emoção. O lado sensato e realista, e o lado sentimental e iludido. Meu lado direito, já me tirou de uma cama, quando tive uma grande decepção a algum tempo atrás. Por mais estranho que isso possa parecer, eles meio que falam comigo. É como nos desenhos animados, quando aparece o anjo e o diabinho no ombro do personagem, sabe? Na época, eu estava no sítio do meu avô. Na noite anterior, um cara havia me deixado arrasada. Quando acordei de manhã, nem queria levantar.
O meu herói, o lado direito, disse que eu deveria levantar, que deveria estar um dia maravilhoso lá fora e tal, mas não estava adiantando. O lado esquerdo estava ganhando, porque tudo o que eu queria era dormir de novo, pra não ter que lembrar.
Dai eu entrei em um acordo com o lado direito. Eu deveria levantar, e se não conseguisse mesmo aproveitar nada, eu poderia voltar pra cama.
E eu adoraria contar pra vocês que foi um dia lindo, que me diverti muito com minha prima e uma amiga, mas, na real, eu só fiquei o dia inteiro comendo e jogando The Sims 3, matando personagens. Queria ir pra minha árvore favorita, mas eu não conseguia nem levantar a perna e ela ficava na descida, então pra chegar lá seria difícil.
O resto da semana, tirando a raiva, a dor e a humilhação, foi muito boa até. Fomos nadar, comemos pizza em Conceição do Mato Dentro (matéria sobre a serra do cipó nas próximas ferias!), li, e até esqueci um pouco. Em cada dia, uma parte falava mais alto. 
Tem varias partes de mim com personalidades próprias, algumas são ate masoquistas, vingativas, e coisas do gênero. É como em O Lado Bom Da Vida.

"Sempre haverá um lado de mim que será detestável. Mas eu gosto disso."

O importante é que mesmo as vezes eu odiando essas partes, elas são partes de mim. Cada pessoa tem a parte que merece. Cada uma delas amadurece, sofre e cresce, mas todas querem a mesma coisa: ser feliz. 

Beijos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hey! Obrigado por comentar. Aqui estão as regras:
1. Respeite os outros comentarios
2. Deixe seu blog nos comentarios, quero ver seus posts
3. Estamos abertos a parcerias
4. Sugestões são sempre bem vindas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Traficando Brigadeiros - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Aline Silva Lessa.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo